top of page
  • Foto do escritorDiacuy Mesquita

Não Tire Ninguém do Armário


foto by Lola Mesquita

Quantas vezes nós já tiramos forçosamente alguém do armário?

Me refiro tirar alguém do armário não só no sentido de revelar a sexualidade de alguém que ainda não se assumiu, mas revelar um segredo de alguém, falar sobre a intimidade da pessoa sem o consentimento dela. Outro dia encontrei Tinica, na verdade o nome dela é Marlene, amiga de infância estava muito chateada porque uma amiga em comum, tinha contado ao novo namorado dela, as violências sofridas no seu antigo relacionamento, não satisfeita inventou, exagerou a situação. Como Tinica não havia conversado a respeito com o seu atual namorado, ficou uma situação muito chata, que no final não foi um grande problema para ambos graças a maturidade deles, depois de uma conversa sincera tudo ficou bem.

Mas precisava esse desgaste? Com que direito as pessoas se sentem a vontade em invadir a privacidade de alguém, replicá-la como bem entende e com quem lhe dá na telha?

"Não foi por mal."Antes de abrir o armário de alguém, deveríamos nos perguntar? - Será para o bem de quem? O meu? Me sentirei melhor por quê? Pelo ineditismo da questão? Por ser eu o portador da "novidade"? Quais serão as consequências? Mesmo que não as tenha, mesmo que seja algo sem importância, tenho esse direito?

Aconteceu comigo um tempo atrás, eu estava recém separada, ainda não estava preparada para sair contando aos quatro ventos minha separação, todo rompimento é dolorido e existe um processo para digerir, organizar, interiorizar, enfim, existe um processo muito íntimo e intransferível, estávamos eu e uma amiga em um restaurante, quando encontrei um senhor que era amigo do ex casal que fiz parte, ele não sabendo de nada, perguntou sobre meu ex marido, antes que eu abrisse a boca ela tomou a frente e revelou que eu estava separada e ainda disse uns improperios. Hoje, tempos depois eu dou risada, mas na época me angustiou, porque a minha vida passada e presente pertence tão somente a minha pessoa, é a minha historia, que foi construida pelos meus erros e acertos, pelos momentos felizes e tristes, eu escrevi esta historia seja com lágrimas e sorrisos, ela é minha, ninguém deveria ter a liberdade de revelar qualquer coisa a respeito dela, sem que eu desse esse consentimento.

No tempo certo, existe tempo certo? No meu tempo, fui contando aqui e ali, fui dando pistas na minha conta no instagram, fiz no meu tempo, da maneira que eu escolhi e para as pessoas que eu elegi importantes.

Cuidemos da nossa própria história e deixemos a história do outro para ele mesmo contar.

Lembro do Ziraldo dizendo através do seu Menino Maluquinho: "Existe segredos mais segredáveis que outros."

Deixe o outro escolher quais são, não se aproprie deles. Não te pertence.





196 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page